A Zero Impacto iniciou sua operação no ano de 2010 em Brasília, com o objetivo de atuar no processo de logística reversa de resíduos eletroeletrônicos, oferecendo soluções para atender às necessidades de indivíduos, empresas e órgãos públicos que busquem o destino social e ambientalmente adequado para esses resíduos. 

 

Em 2011, associou-se à S.E.Val., empresa líder de mercado na Itália (35% de market share), o que possibilitou o contato com o que há de mais avançado em termos de tecnologia e o suporte constante relacionado ao tratamento de Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos – REEE. Ainda em 2011, a equipe da Zero Impacto visitou as dependências da S.E.Val na Itália e participou de um extenso treinamento, preparando-se para trabalhar com os mais diferentes maquinários que esse tipo de reciclagem exige, nas condições de trabalho adequadas. 

 

Todo o material coletado e recebido na sede da empresa passa por uma triagem que separa os itens inservíveis dos que ainda estão em funcionamento e podem ser reutilizados. Os servíveis são direcionados à área de recondicionamento da empresa, onde são testados e caso estejam aptos para o reuso, são destinados à inclusão digital, no intuito de fomentar a democratização da informática, com a garantia de tornar quaisquer dados remanescentes inacessíveis (o que ocorre por meio da parceria com o Comitê de Democratização da Informática no DF e Entorno). Ainda assim, a Zero Impacto oferece a opção de destruição física de qualquer item capaz de armazenar informação. 

 

A empresa foi a primeira em Brasília a oferecer possibilidade de descarte de lixo eletroeletrônico para a população, pioneira na implantação de ecopontos desde 2010, e hoje conta com 18 (dezoito) pontos de coleta espalhados pela cidade.